Blogsandovalmello

sábado, 30 de junho de 2018

CANCELADO, Governo do Estado volta atrás e cancela peça teatral que seria exibida durante o Festival de inverno onde a mesma retrata Jesus como transexual

Depois da polêmica aberta em torno da exibição de uma peça durante a Terceira Amostra de Teatro Alternativo do 28º FIG, CLIQUE AQUI E RELEMBRE, o Governo do Estado resolveu tirar o evento da grade de programação do Festival de Inverno.
CONFIRA NOTA ABAIXO NOTA DO GOVERNO DO ESTADO
O Governo do Estado de Pernambuco, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundarpe, decidiu cancelar a apresentação “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” da Mostra de Teatro Alternativa do Festival de Inverno de Garanhuns de 2018, diante da polêmica causada pela atração e da possibilidade de prejuízos das parcerias estratégicas e nobres que o viabilizam. O Festival de Inverno de Garanhuns foi criado para unir e divulgar nossas expressões culturais e não para dividir e estimular a cultura do ódio e do preconceito. O Governo de Pernambuco também repudia todas tentativas de exploração eleitoreira feitas do episódio.
Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco
GOVERNO MUNICIPAL DE GARANHUNS COMEMORA CANCELAMENTO
NOTA OFICIAL -
O Governo Municipal de Garanhuns, na sua representação oficial o prefeito Izaías Régis, vem a público manifestar sua satisfação de ver que o clamor da sociedade de Garanhuns num pedido expresso de respeito à fé cristã, que foi transmitido para todo o Estado a partir de uma entrevista sua a uma emissora de rádio, reforçado pela população nas redes sociais, bem como ratificado por instituições religiosas que externaram o seu posicionamento, tenha sido ouvido pelo Governo do Estado de Pernambuco, culminando com a suspensão da apresentação em Garanhuns, do espetáculo "O Evangelho segundo Jesus - a Rainha dos Céus" Lamentamos, portanto, que o Governo Estadual, tenha tentado desvirtuar o fato, querendo relacionar a questões políticas. A figura institucional, o Prefeito Izaías Régis, é a representação oficial da população de Garanhuns, e essa representividade legal a ele outorgada por meio do voto, foi usada para se posicionar, colocando-se não contra a liberdade de expressão artística, mas sim contra a que essa liberdade não viesse a desrespeitar nenhum símbolo sagrado de uma religião, e de todos os seus seguidores. O que não podemos deixar de ressaltar é que infelizmente, esse tipo de situação ocorre, porque o Festival que é de Garanhuns, é discutido e formatado sem nenhuma participação do povo de Garanhuns. Mas, sigamos, que tenhamos um Festival de Paz e que Deus continue nos abençoando.
Gabinete do Prefeito

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dois acidentes de trânsito com duas vítimas fatais no final da tarde dessa sexta (20) em Caetés

O final de tarde dessa sexta feira (20) foi trágico na BR 424, no município de Caetés, no Agreste de Pernambuco. No primeiro acidente por...